Artigos

Como a tecnologia pode ajudar na Dislexia

De acordo com números levantados pela Associação Brasileira de Dislexia (ABD), a incidência desse transtorno de aprendizagem atinge entre 5% e 17% das salas de aula ao redor do mundo.

Os primeiros sinais da dislexia se desenvolvem entre o início da infância e o desenvolvimento da adolescência, embora algumas pessoas só descubram essa dificuldade no início da idade adulta.

Existem ferramentas de aprendizagem que podem contribuir para o suporte de ensino em pessoas com dislexia, e o uso de ferramentas tecnológicas pode contribuir bastante para isso.  

O que é dislexia?

A dislexia é um transtorno específico de aprendizagem. A origem desse quadro disfuncional é neurobiológica, ou seja, a dislexia é um distúrbio genético e hereditário e que afeta a linguagem.

Pessoas disléxicas têm dificuldade de decodificar códigos escritos e símbolos gráficos. Isto é, disléxicos não conseguem ter fluência para reconhecer palavras e até mesmo para soletrá-las.

Como resultado desse transtorno, a dislexia pode resultar no déficit do componente fonológico da linguagem, comprometendo a capacidade de ler e escrever com fluidez e colocando barreiras no processo de aprendizagem.

É preciso deixar claro que a dislexia não tem nenhuma relação com o nível de inteligência de uma pessoa. Podemos encontrar indivíduos disléxicos em todos os diferentes graus da inteligência.

Pessoas com dislexia podem ter maneiras diferentes de interpretar o mundo que a cerca, e isso pode ser um diferencial em diferentes contextos e situações.

Diagnóstico da dislexia:

Embora algumas pessoas só venham ter conhecimento de serem portadores desse distúrbio de aprendizagem na idade adulta, o diagnóstico da dislexia pode ser feito quando a criança está em fase pré-escolar ou escolar.

Por isso, é importante ter atenção para alguns sinais que podem ser indicativos da dislexia:

  • Atraso no desenvolvimento de fala/linguagem;
  • Confusão entre direita e esquerda;
  • Desinteresse por livros impressos;
  • Desorganização;
  • Dificuldade de aprender rimas e canções;
  • Dificuldade em montar quebra-cabeças;
  • Dificuldade para copiar da lousa;
  • Dificuldade para ler e escrever;
  • Dificuldade para lidar com dicionários e mapas;
  • Dispersão e falta de atenção;
  • Falta de coordenação motora;
  • Vocabulário fraco;

Assim, levando em conta esses sinais, o diagnóstico de dislexia deve ser feito por uma equipe multidisciplinar porque devem ser descartados outras possíveis causas para os sinais listados, como: déficit de atenção, deficiência auditiva ou visual, escolarização precária e problemas emocionais etc.  Assim, é ideal que a equipe multidisciplinar responsável pelo diagnóstico seja formada pelos seguintes profissionais: fonoaudiólogo, psicólogo/psiquiatra, pedagogo e neurologista.

Quanto antes a dislexia for diagnosticada melhor o tratamento. Assim é possível fazer um trabalho para que o paciente com esse transtorno de aprendizagem não sofra com reflexos negativos que possam afetar sua autoestima ou seus projetos de vida e nem se atribua a ele rótulos depreciativos.

Tecnologia para dislexia:

A tecnologia pode ser uma grande aliada para o tratamento da dislexia.

Existem aplicativos, jogos e softwares focados em trabalhar a dificuldade de decodificação da escrita e, desta forma, torná-la mais atrativa para quem sofre com a dislexia.

A Microsoft, por exemplo, liberou em 2019 ferramentas no Microsoft Edge que permitem que o usuário com dificuldades de aprendizagem entre no universo da leitura. Entre elas estão: Alteração de fonte e espaçamento maior entre letras (assim é possível achar um padrão mais confortável para leitura); Separação de sílabas (com um único clique é possível separar todas as sílabas de um texto, o que ajuda na etapa de aprendizagem); Linha de foco (mostrando uma linha por vez, esse recurso ajuda a focar a concentração em apenas uma linha do texto de cada vez); Leitura em voz alta (esse recurso transforma o texto em voz e cada palavra falada tem sua escrita destacada no texto, assim o usuário consegue associar cada palavra escrita a sua versão falada); Classes gramaticais (recurso que atribui uma cor diferente para cada classe gramatical apresentada no texto, facilitando a compressão do usuário); Dicionário de imagens (ferramenta que atribui uma imagem a uma palavra específica, facilitando a compreensão de seu significado).  

Além dessas ferramentas, existem outros aplicativos e recursos que são interessantes de se conhecer:

  • Domlexia: é um jogo educacional gratuito. Interativo e lúdico, esse jogo estimula as crianças a ajudar um dragão. Cada fase corresponde a um mundo das letras, estimulando a consciência fonológica.  
  • OpenDyslexic: é uma fonte gratuita que pode ser instalada no computador. Essa fonte deixa bem evidenciado onde está o contorno e a base de cada letra, ajudando na compreensão das palavras.
  • Português Coruja: é um quis com palavras escritas de diferentes maneiras. Assim, o usuário pode indicar qual palavra ele acha que está escrita da forma correta. O aplicativo faz um resumo bem explicativo, ajudando o usuário na aprendizagem da gráfica de diversas palavras.
  • Speechy: é um aplicativo de ditado em tempo real. Ele estimula a prática da transcrição de palavras, bem como a prática da pronúncia.
  • WebHelp Dyslexia: é uma extensão gratuita disponível no Google Chrome. Ele ajuda na personalização das páginas da internet, assim o usuário com dislexia pode adequar a fonte, cores e espaçamentos para que fiquem mais confortáveis e seguros para sua leitura e compreensão.   

Para acessar esse e outros conteúdos, acesse nossas redes sociais e compartilhem! Até breve!

Referências:

  1. O que é dislexia: https://www.dislexia.org.br/o-que-e-dislexia/
  2. Dislexia: https://drauziovarella.uol.com.br/doencas-e-sintomas/dislexia/
  3. Como a tecnologia pode ajudar crianças com dislexia a aprender: https://news.microsoft.com/pt-br/como-a-tecnologia-pode-ajudar-criancas-com-dislexia-a-aprender-a-ler/
  4. Você tem dislexia? A tecnologia pode facilitar sua vida!:  https://canaltech.com.br/comportamento/voce-tem-dislexia-a-tecnologia-pode-facilitar-sua-vida-159823/#:~:text=Comportamento-,Voc%C3%AA%20tem%20dislexia,tecnologia%20pode%20facilitar%20sua%20vida!&text=Pois%2C%20agora%2C%20a%20ideia%20%C3%A9,e%20outras%20formas%20de%20inova%C3%A7%C3%A3o.
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cursos
Cursos, Webinars
Esquizofrenia – Revisão I
Cursos, Webinars
Fobia Social
Cursos, Webinars
Entendendo a depressão