Artigos

Dia Nacional da Doação de Órgãos e Tecidos

Dia 27 de setembro é a data escolhida para comemorar o Dia Nacional da Doação de Órgãos e Tecidos! Pensando nisso, preparamos este guia prático, para tirar as dúvidas sobre os procedimentos e a importância desse ato de solidariedade que pode salvar muitas vidas!

O que é a Doação de Órgãos?

A doação de órgãos é uma oportunidade de salvar a vida de alguém que necessita de um transplante para sobreviver ou ter um recomeço na vida.

O transplante de órgãos é a transferência de tecidos ou órgãos e tem a finalidade de recuperar uma função do corpo que foi perdida.

O Brasil é referência mundial na área de transplantes e possui o maior sistema público de transplantes do mundo. Mesmo assim, o número de procedimentos realizados ainda não é suficiente e muitas pessoas aguardam na fila.

Mas como se tornar um doador?

Existem dois tipos de doadores de órgãos: o vivo e o falecido

Doador Vivo

Qualquer pessoa saudável que concorde em doar, sem por sua saúde em risco.

Quais órgãos ou tecidos podem ser doados?

  • Sangue;
  • Um dos rins;
  • Parte do fígado;
  • Parte da medula óssea;
  • Parte do pulmão.

Quem recebe os órgãos?

  • Parentes até o 4º grau
  • Cônjuges
  • Não parentes, só com autorização judicial.

Doador falecido

Pacientes internados em uma UTI, com morte encefálica, geralmente após um AVC (derrame cerebral) ou TCE (traumatismo craniano).

A morte encefálica é a perda completa e irreversível das funções encefálicas (cerebrais), definida pela cessação das funções corticais e de tronco cerebral, portanto, é a morte de uma pessoa.

Para autorizar a doação enquanto vivo, basta avisar a família do desejo de doar, não é necessário deixar nenhum documento por escrito.

Por lei, a doação só acontece após a autorização documentada de um familiar.

Quais órgãos ou tecidos podem ser doados?

  • Fígado;
  • Coração;
  • Pulmões;
  • Pâncreas;
  • Rins;
  • Medula Óssea;
  • Córnea;
  • Vasos Sanguíneos;
  • Pele;
  • Ossos e Cartilagens.

Quem recebe os órgãos?

Pacientes que estão na lista de espera de transplante, coordenada pela Central deTransplantes da Secretaria de Saúde de cada estado e controlada pelo Sistema Nacional de Transplantes (SNT).

VOCÊ SABIA?

Não importa qual órgão foi doado, todo doador pode ser velado normalmente, de caixão aberto, sem apresentar deformidades, graças às técnicas modernas de cirurgia aplicadas durante os procedimentos de remoção dos órgãos e tecidos.


Para mais informações, consulte o site da ABTO, ou ligue para o Disque Saúde (0800 61 1997) ou para o Centro Nacional deTransplantes (0800 6646 445).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cursos
Cursos, Webinars
Esquizofrenia – Revisão I
Cursos, Webinars
Fobia Social
Cursos, Webinars
Entendendo a depressão